A um mês das eleições, Guarani deve ter três chapas na briga pelo Conselho de Administração

0
Foto: André Albuquerque/ Divulgação Guarani

O Guarani vai definir daqui a um mês qual grupo vai gerir o Conselho de Administração nos próximos anos. No dia 15 de março, véspera do dérbi 196, três grupos devem concorrer no pleito que vai definir os sete novos membros da principal sala no Brinco de Ouro.

CAFÉ MORAES

A informação foi confirmada pelo presidente do Conselho Deliberativo, Marcelo Galli, em entrevista à Rádio Bandeirantes. “Existe um prazo até o dia 22 para inscrição das chapas, mas pelas movimentações acredito que teremos duas ou três chapas na briga”, explicou.

O presidente Ricardo Moisés confirmou que vai concorrer pela continuidade na presidência do Guarani. O atual mandatário do Conselho de Administração deve ter a concorrência das chapas Renova Guarani e Hoje e Sempre Guarani.

“Cada chapa deve contar com sete membros inscritos, sendo cinco com dois anos de associação e outro dois com pelo menos dois anos, além do apoio de pelo menos 80 associados”, explicou Galli.

A eleição é realizada na segunda quinzena de março como uma ordem do estatuto do Guarani, mas existem chapas que defendem uma mudança no período eleitoral do clube. “É preciso pensar em uma reforma estatutária para abordar esses pontos. O ideal seria na verdade um prazo maior para transição após as eleições. Definição do grupo vencedor e um período maior para posse”, encerrou Galli em entrevista à Band.

Comente com seu Facebook