2017: Ponte conquista mais um vice-campeonato Paulista

0

A Ponte Preta começou o ano de 2017 com esperança de continuar em ascensão no futebol brasileiro. Isto porque o time, em 2016, fez a melhor campanha na história dos pontos corridos no Campeonato Brasileiro da Série A e conseguiu manter uma parte do elenco, como o atacante Pottker e o volante João Vítor, além de trazer reforços importantes, como o atacante Lucca, emprestado do Corinthians.

UNIONE SEGUROS

No comando, a diretoria apostava no jovem Felipe Moreira, que passou de auxiliar técnico a treinador assim que Eduardo Baptista deixou o comando do time no final de 2016 por causa de uma proposta do Palmeiras.

No entanto, Moreira não durou muito tempo como treinador da Macaca. No Paulistão, ele ficou à frente do time apenas as 6 primeiras rodadas e foi demitido mesmo ocupando a vice-liderança do grupo D. Gilson Kleina chegou ao Majestoso apenas 20 dias depois da demissão de Felipe Moreira e logo garantiu a classificação para as quartas de final do Paulistão.

No Grupo da Ponte, o Santos classificou em primeiro lugar e a Macaca ficou com a segunda vaga. As duas equipes somaram 22 pontos em 12 partidas, mas o time da Vila Belmiro levou vantagem pelo número de vitórias (7 a 6).

O regulamento do Paulistão colocou Ponte Preta e Santos em um dos confrontos das quartas de final. No primeiro jogo, a Macaca desbancou o Peixe por um a zero no Majestoso. A partida da volta, no Pacaembu, teve o mesmo placar, mas a favor dos santistas. No placar agregado, empate em 1 a 1 e decisão da vaga à semifinal nos pênaltis. A Ponte foi perfeita na série e Aranha garantiu permanência no Paulistão ao pegar o pênalti cobrado por David Braz.

Na semifinal, a Ponte encarou o Palmeiras, o grande favorito ao título Paulista e time com maior investimento no Estado naquele ano. Mais uma vez o primeiro jogo foi no Moisés Lucarelli; fator positivo para os pontepretanos que iniciaram a partida de maneira surpreendente: foram 3 gols em 33 minutos. A vitória em casa por 3 a zero deixava a vaga na final bem encaminhada. O jogo da volta, na Arena do Palmeiras, teve vitória dos donos da casa, mas apenas por um a zero. No placar agregado, 3 a 1 para a Macaca que confirmava a vaga para mais uma final de Campeonato Paulista.

Na decisão, mais duas partidas e a Ponte mais uma vez apostava no fator casa para conseguir vantagem. A primeira partida teve o Majestoso lotado, mais de 17 mil pessoas. Mas a Macaca sucumbiu diante do Corinthians. Rodriguinho teve atuação perfeita, marcou 2 gols, deu uma assistência e a equipe de Parque São Jorge praticamente colocou a mão na taça ao vencer em Campinas por 3 a zero.

O segundo jogo teve poucas emoções para a Macaca. O time até conseguiu segurar o Corinthians na Arena Itaquera. No final, o empate em um a um selou mais um título corinthiano e novamente a Ponte levou pra casa o troféu de vice-campeã.

FINAL – CAMPEONATO PAULISTA 2017

CORINTHIANS 1 X 1 PONTE PRETA

Local: Arena Corinthians – São Paulo

Árbitro: Leandro Bizzio Marinho

Auxiliares: Tatiane Sacilotti e Miguel Caetano

Cartões amarelos: Pablo e Romero (Corinthians); Nino Paraíba, Elton e Clayson (Ponte Preta)

Gols: Romero, 17 minutos 2º tempo; Marlon, 40 minutos 2º tempo

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Balbuena, Pablo e Guilherme Arana; Paulo Roberto, Jádson (Pedrinho), Camacho (Clayton), Maycon e Romero (Léo Jabá); Jô. Técnico: Fábio Carille

PONTE PRETA: Aranha, Nino Paraíba, Marlon, Kadu e Arthur; Fernando Bob, Elton e Jadson (Ravanelli); Lucca (Yuri), Clayson (Lins) e William Pottker. Técnico: Gilson Kleina

 

 

Comente com seu Facebook