10 jogadores que brilharam pelos dois times de Campinas

0

O dérbi é uma das maiores rivalidades do futebol campineiro. Mas há jogadores que experimentaram os dois lados da paixão da cidade. Atletas que vestiram a camisa do Guarani e depois atuaram pela Ponte Preta. Ou fizeram o caminho inverso.

O Portal CB relembra 10 jogadores que não apenas vestiram a camisa das duas equipes, mas que tiveram êxito em suas passagens por Brinco de Ouro e Moisés Lucarelli.

ROGER
Maior artilheiro do século pela Ponte Preta com 67 gols, Roger também tem passagem pelo Guarani. Em 2010, sob comando de Vagner Mancini na Série A, o atacante alcançou a impressionante marca de seis gols em seis partidas. A passagem é interrompida após uma proposta do futebol japonês que faz Roger não apenas deixar o Guarani, mas também o Brasil.

JORGE MENDONÇA
Três anos no Guarani e três anos na Ponte Preta. A década de 80 ficou memorizada por grandes atuações de Jorge Mendonça em Campinas. O ex-atacante permaneceu no Brinco de Ouro de 80 a 82 e depois se transferiu para a Macaca, onde permaneceu até 85.

RENATO MORUNGABA
Um dos principais nomes da conquista do Campeonato Brasileiro de 1978, Renato Morungaba, conhecido também como Pé Murcho, deixou o Guarani para se firmar atuando com a camisa da Seleção Brasileira, São Paulo e futebol japonês. Ele volta para o Brasil em 94 para jogar no Moisés Lucarelli e defende as cores da Ponte Preta por três temporadas.

JOÃO PAULO
João Paulo iniciou sua longa carreira vestindo a camisa do Guarani em 1983. Ele permaneceu no Bugre até 89, participando de grandes campanhas no Paulistão e Campeonato Brasileiro, antes de sua transferência para o futebol italiano. Em 1995 e 98, o atacante vestiu a camisa da Ponte Preta e teve passagem com regularidade no Moisés Lucarelli. Ele ainda volta para o Bugre em 2002.

WALDIR PERES
Ex-goleiro da Seleção Brasileira, com direito a três convocações para Copa do Mundo, Waldir Peres reúne histórias nos dois times de Campinas. No início da década de 70, atuando pela Ponte Preta, chamou atenção de grandes técnicos e acabou se transferindo para o São Paulo em 1973. Ele volta para Campinas em 1985 para vestir a camisa do Bugre por duas temporadas. Entre um dos seus principais jogos está o confronto contra o Flamengo, em 85, no Maracanã, quando defendeu três pênaltis.

LUCIANO BAIANO
Luciano Baiano acumulou grande quantidade de jogos com a camisa do Guarani entre 97 e 2001. Foram mais de 50 partidas antes da sua transferência para a Ponte Preta. No Majestoso, além de participar da quebra do tabu de 15 anos no dérbi de 2002, permaneceu até 2006.

MARINHO
Campeão nacional com Corinthians e Grêmio, o ex-zagueiro Marinho, recém-aposentado, também viveu os dois lados da rivalidade campineira. Sua primeira passagem ocorreu entre 97 e 99 quando foi contratado pelo Guarani. Depois, em 2002 e 2003, atuou com a camisa da Macaca.

EDSON ABOBRÃO
Convocado para Copa de 86, Edson Abobrão foi um dos principais laterais da década de 80 e passou pela dupla campineira. Sua carreira começou no Moisés Lucarelli em 78 e se transferiu para o Corinthians em 84. Em 91, o jogador converte o pênalti que confirmou o acesso do Guarani para elite.

MINEIRO
O volante Mineiro ficou pouco tempo no Guarani, mas foi o suficiente para colaborar no livramento do rebaixamento em 97. Depois se transferiu para Ponte Preta e acumulou acesso e convocação para Seleção Brasileira.

JEAN
Um dos principais nomes na era recente do Guarani, Jean foi contratado pela Ponte Preta em 2005 e suas atuações chamaram atenção do Corinthians no ano seguinte.

Comente com seu Facebook