Série B pode ter menor linha de corte contra o rebaixamento da história; números atuais salvariam Ponte

0
Foto: Fábio Leoni/Pontepress

por júlio nascimento

NA TELA DA BAND

O técnico Gilson Kleina desembarcou no Moisés Lucarelli com o objetivo de alcançar 45 pontos e livrar definitivamente a Ponte Preta da briga contra o rebaixamento. Mas a edição atual da Série B apresenta um equilíbrio visto poucas vezes na era dos pontos corridos e que pode gerar uma linha de corte inédita contra o descenso.

O Paysandu é o 17º colocado com 32 pontos e abre a zona de rebaixamento. O aproveitamento da equipe de João Brigatti é de 34,4% e com base nele 40 pontos seriam suficientes para evitar a queda para Série C.

O andamento da atual edição do torneio projeta para a menor linha de corte na história dos pontos corridos. O recorde foi na edição de 2016 quando o Joinville caiu com 40 pontos e o Oeste escapou com 41. Em 2012 o CRB foi rebaixado com 42 pontos e o Guaratinguetá, com 43, escapou.

No ano passado, Guarani e Luverdense terminaram empatados com 44 pontos. O Bugre escapou do rebaixamento por ter uma vitória a mais em relação ao adversário e, por isso, continuou na Segunda Divisão.

A Ponte Preta mantém o discurso dos 45 pontos. Alguns jogadores inclusive acreditam no acesso. O Avaí é o quarto colocado com 53,3% pontos. Para subir, nas contas atuais, seriam necessários 61 pontos. A Macaca necessitaria de pelo menos quatro vitórias nos últimos oito jogos.

QUEM ESCAPOU?
2006: CRB – 44 pontos, -6 de saldo de gols (caíram com 44 pontos: Paysandu, -19 de saldo, e Guarani, -1 vitória)
2007: Ceará – 50 pontos (Paulista caiu com 45 pontos)
2008: Fortaleza – 45 pontos, 0 de saldo de gols (Marília caiu com 45 pontos e -13 de saldo de gols)
2009: América-RN – 46 pontos ( Juventude caiu com 44 pontos)
2010: Vila Nova – 46 pontos (Brasiliense caiu com 46 pontos e -1 vitória)
2011: ASA – 48 pontos (Icasa caiu com 47 pontos)
2012: Guaratinguetá – 43 pontos (CRB caiu com 42 pontos)
2013: Atlético-GO – 44 pontos (Guaratinguetá caiu com 41 pontos)
2014: Bragantino – 46 pontos (América_RN caiu com 43 pontos)
2015: Oeste – 44 pontos (Macaé caiu com 43 pontos)
2016: Oeste – 41 pontos (Joinville caiu com 40 pontos)
2017: Guarani – 44 pontos (Luverdense caiu com 44 pontos e -1 vitória)

QUEM SUBIU?
2006: campeão – Atlético – 71 pontos / 4° lugar: América-RN – 61 pontos
2007: campeão – Coritiba – 69 pontos / 4° lugar: Vitória – 59 pontos
2008: campeão – Corinthians – 85 pontos / 4° lugar: Grêmio Barueri – 63 pontos
2009: campeão – Vasco da Gama – 76 pontos / 4° lugar: Atlético-GO – 65 pontos
2010: campeão – Coritiba – 71 pontos / 4° lugar: América-RN – 63 pontos
2011: campeão – Portuguesa – 81 pontos / 4° lugar: Sport – 61 pontos
2012: campeão – Goiás – 78 pontos / 4° lugar: Vitória – 71 pontos
2013: campeão – Palmeiras – 79 pontos / 4° lugar: Figueirense – 60 pontos
2014: campeão – Joinville – 70 pontos / 4° lugar: Avaí – 62 pontos
2015: campeão – Botafogo – 72 pontos / 4° lugar – América-MG – 65 pontos
2016: campeão – Atletico-GO – 76 pontos / 4° lugar – Bahia – 63 pontos
2017: campeão – América-MG – 73 pontos / 4º lugar: Paraná – 64 pontos

Comente com seu Facebook