Presidente do Guarani diz que cogestão “interferiu positivamente” no vestiário

0
Foto: Letícia Martins/Guarani FC

O presidente do Guarani, Palmeron Mendes Filho, concedeu entrevista exclusiva ao programa Jogo Aberto Regional, da TV Bandeirantes, para falar sobre o processo de gestão compartilhada do departamento de futebol.

NA TELA DA BAND

Ao ser questionado se o processo de cogestão e parceria interferiu no vestiário e foi determinante para queda de produção do Bugre na Série B, Palmeron afirmou ter uma opinião contrária.

“Eu acredito que interferiu sim, mas interferiu positivamente. Quem não gostaria de ter a informação dentro do vestiário que as coisas iriam melhorar a partir do próximo ano? Sempre que foi publicado um edital do Conselho Deliberativo falando da parceria, o Guarani engatou boas sequências”, declarou.

Palmeron apresentou um levantamento no programa que será reproduzido abaixo.

O primeiro edital para apresentação das propostas de gestão compartilhada do departamento de futebol foi apresentado no dia primeiro de agosto. A reunião foi convocada para o dia 9 do mesmo mês.

Neste período, o Guarani venceu Londrina (3/agosto) e Sampaio Corrêa (18/agosto), além da derrota para o Fortaleza (11/agosto) na abertura do returno. Das seis partidas disputadas em agosto foram três vitórias, dois empates e uma derrota. 61% de aproveitamento.

A segunda reunião, agendada para o dia 26 de setembro, teve o edital de convocação publicado no dia 18 de setembro. Neste período, o Guarani venceu o CSA (22/setembro) e empatou com o Vila Nova (28/setembro). Depois, no início de outubro, iniciou a fase negativa com derrotas para São Bento e Avaí.

O último edital de convocação foi apresentado no dia 20 de outubro, mesma data em que o Guarani foi derrotado pelo Boa Esporte na 32ª rodada. Após a reunião do dia 30 de outubro, o Bugre venceu o Coritiba por 2 a 0 e empatou sem gols contra o Figueirense, eliminando as chances de classificação na Série B.

Por estes números, Palmeron garante que o processo de gestão compartilhada não interferiu negativamente no vestiário do Guarani. “A parceria é para elevar os padrões atuais. 2018 foi um dos melhores da equipe nos últimos 15 anos e queremos crescer mais ainda”, finalizou Palmeron.

Comente com seu Facebook