Presidente da Ponte responde a questionamentos dos Conselheiros do clube

0

O Presidente José Armando Abdalla emitiu um documento em que explica os questionamentos feitos por parte dos conselheiros da Ponte Preta na última assembléia, realizada em 25 de setembro.

NA TELA DA BAND

O documento, com 3 páginas, responde a algumas questões de maneira evasiva. Além disso, há outro texto assinado pelo Diretor Médico da Ponte, Cláudio Roberto Cabrino Simões, que acrescenta explicações técnicas a respeito de lesões de atletas (principalmente no caso do atacante Felippe Cardoso).

A primeira explicação diz respeito às negociações dos atacante Yuri e Felippe Cardoso e do lateral-direito Emerson. O mandatário confirma as transações, mas ainda não revela os valores que o clube arrecadou com os negócios; “os valores auferidos foram devidamente contabilizados, cujos quais constarão no Balanço a ser apresentado oportunamente.”

Com relação a duas promessas da base que também deixaram o clube, Abdalla respondeu que Igor Maduro foi “cedido temporariamente” ao Atlético-MG e que o atacante Thiaguinho “foi liberado após análise dos responsáveis pelo Departamento de Base”.

Abdalla reforçou que todos os contratos firmados pela instituição estão em conformidade com as normas da CBF e da FIFA, “assim como os contratos gozam de cláusula de sigilo, em razão de haver o envolvimento de terceiros, o que não obsta o acesso dos órgãos autorizados e a regulamentar auditoria independente, tendo em vista que os contratos são devidamente contabilizados”.

O presidente detalhou, usando matérias de veículos de comunicação, a situação do atacante Felippe Cardoso, que foi contratado pelo Santos, mas somente entrou em campo uma vez e só deve voltar a atuar no ano que vem por causa da lesão no púbis, que o tirou de boa parte da temporada pontepretana. Abdalla reforçou que o Santos estava ciente do processo de transição que passava o jogador e que o clube da baixada não fez exames para a contratação do atleta.

O questionamento sobre o novo diretor de futebol do clube, cargo vago há mais de 5 meses desde a saída de Ronaldão, foi respondido da seguinte maneira: “por hora, a função vem sendo cumulada pelo Presidente da Diretoria Executiva”, ou seja, o próprio Abdalla fica responsável pelo departamento.

Abdalla refutou da afirmação de que o Diretor Administrativo Angel Fuentes não reside no país ou está ausente na rotina do clube.

Outra negação de Abdalla foi sobre as contratações que não se concretizaram (Robert, Adilson Goiano, Caio Rangel, Marcinho, Cristaldo e Luís Fabiano): “os nomes vertidos nunca foram anunciados de maneira oficial, tendo em vista que tal situação somente ocorre quando o contrato está devidamente assinado. Tais nomes foram ventilados pela imprensa, cujo controle não é da Associação Atlética Ponte Preta”. Vale lembrar que os canais de comunicação oficiais do clube noticiaram negociações com todos estes atletas.

Comente com seu Facebook