Nenê Zini critica retomada de discussão por cogestão no Guarani: ‘Desrespeitoso’

0

por júlio nascimento

NA TELA DA BAND

O empresário Nenê Zini não aprovou a retomada da discussão pela cogestão do departamento de futebol no Guarani. Conforme publicou o Portal CB na tarde deste domingo, o presidente Palmeron Mendes Filho recebeu a visita de Roberto Graziano, da Magnum, para apresentar projetos de gestão compartilhada aos sócios.

 

Em contato com a reportagem, Nenê Zini ressaltou que não aprova discutir a terceirização com a Série B em andamento. “Infelizmente está sendo desrespeitado todo um processo e o Guarani deveria primar por legalidade. É preciso criar um protocolo com edital, especificações e organização para existir concorrência legítima e esclarecimento aos sócios”, disse.

Intermediário da Elenko Sports e Traffic, o empresário garantiu que é contra a retomada do debate independente da empresa que assuma o comando do clube. “Estou agindo como conselheiro e buscando soluções para o clube. Quem busca cogestão é Elenko e Traffic”, ressaltou. “O que nós vemos é um atropelo até por tudo que foi debatido na última reunião do Conselho (Deliberativo) onde houve uma suposta renúncia e uma forçação de barra para ter uma assembleia e votar duas propostas que são totalmente diferentes”, completou.

Zini também avalia como desrespeito ao momento que o Guarani está vivendo dentro de campo. A quatro pontos do G4, o Bugre entra em campo na quinta-feira contra o Juventude ainda com possibilidades de acesso. “A proposta do Roberto são linhas gerais de uma privatização esclusa e não se respeita nem o momento da Série B. O time ainda busca o acesso e uma independência financeira”, completou.

Comente com seu Facebook