Matemática desfavorável e discursos diferentes: como a Ponte trabalha o assunto acesso

0

As duas entrevistas coletivas neste início de semana na Ponte Preta tiveram discursos diferentes: enquanto o lateral-esquerdo Danilo Barcelos, na segunda-feira, disse que acredita numa boa sequência e na chance de acesso; o atacante Hyuri foi mais cauteloso nesta terça-feira pra dizer das probabilidades da Macaca retornar à Série A em 2019.

NA TELA DA BAND

“A gente acredita até o último instante. Não é bla bla bla não, é que no momento desta reta final tudo pode acontecer e a gente acredita em uma reviravolta da Ponte Preta para subir para a primeira divisão”, disse Barcelos na reapresentação do elenco na última segunda-feira. O jogador acredita que a Série B tem mostrado um equilíbrio grande, principalmente em confrontos entre times que brigam por acesso e rebaixamento.

Já Hyuri, tem um pensamento mais cauteloso: “A gente não pode prometer nada, a gente entrou com o compromisso de subir para a primeira divisão. O campeonato vai mostrando pra gente o que a gente pode conquistar ainda. Acho que o mais importante é a gente frisar no jogo do CSA. A gente não pode falar nada além do jogo do CSA, como também não precisamos mais falar do jogo do CRB que já passou (…) Voltando com 3 pontos de Alagoas, a gente pode pensar em outras coisas, talvez”.

O discurso do atacante alvinegro é mais convergente com a realidade matemática da Série B. De acordo com o matemático Tristão Garcia do site chancedegol.com.br, a Ponte tem menos de 2% de chances de subir para a Série A. A projeção do momento diz que são necessários 64 pontos para terminar o campeonato entre os 4 primeiros colocados. Estes números podem mudar muito dependendo dos resultados no decorrer das rodadas.

A Ponte tem hoje 40 pontos. Para chegar aos 64, será necessário vencer todos os jogos até o final da Série B.

Comente com seu Facebook