Louzer confirma time titular e descarta desmotivação na reta final: ‘Queremos a maior pontuação’

0
Foto: Letícia Martins/Guarani FC

O técnico Umberto Louzer encerrou na manhã desta sexta-feira (02) a preparação do Guarani para enfrentar o Coritiba, amanhã, no Couto Pereira, pela 34ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Serão três novidades entre os titulares: Nem, Denner e Gabriel Poveda.

ESPEL ELEVADORES

“Optamos pelo Denner porque é um jogador de meio-campo que ajuda na reposição. Ele atuou nessa função em alguns jogos fora de casa e consegue equilibrar nosso time, além de ajudar na bola parada”, explicou o treinador sobre a volta do volante ao time titular após 13 rodadas.

O Guarani está confirmado com Agenor; Kevin, Philipe Maia, Fabrício e Romário; Willian Oliveira, Ricardinho e Denner; Matheus Anjos e Jefferson Nem; Gabriel Poveda.

Será o primeiro jogo como titular do jovem Gabriel Poveda, formado nas categorias de base do clube. “Ele vem trabalhando e buscando espaço. Passamos confiança desde o início da semana para que ela possa fazer um grande jogo e nos ajudar com uma boa atuação”, ressaltou Louzer.

O Guarani está com 46 pontos e já escapou das possibilidades de rebaixamento. Faltando cinco rodadas para o término da Série B, o Bugre tem menos de 3% de chances de acesso para a elite do futebol nacional. “Não é fim de festa e não podemos achar que vamos cumprir tabela. Precisamos melhorar nosso rendimento e caso o acesso não aconteça precisamos terminar de maneira digna com a maior pontuação possível para começar 2019 bem”, destacou.

Louzer evitou falar sobre o futuro e aguarda o processo de cogestão para saber se ficará no clube para próxima temporada. O comandante deve quebrar um tabu de nove anos. Desde Vadão, em 2009, nenhum treinador que começou a temporada terminou no comando do time no Brinco de Ouro.

“Conversamos com o presidente há quinze dias sobre alguns jogadores do elenco que serão importantes no que vem. Sabemos a importância do Campeonato Paulista e será necessário uma boa pré-temporada”, se limitou a dizer Louzer sobre o futuro. “Claro que tem a questão política e não tem como esconder. Estamos aguardando uma definição, mas somos profissionais e estamos prontos”, finalizou.

 

Comente com seu Facebook