Kleina mantém sigilo sobre escalação e projeta jogo disputado contra o CSA

0

O técnico Gilson Kleina encerrou a preparação da Ponte Preta em Campinas antes do confronto de sexta-feira, contra o CSA, em Maceió. A Macaca ainda terá uma última atividade na capital alagoana para definição do time titular. O comandante pontepretano optou por não revelar a escalação e manteve sigilo.

NA TELA DA BAND

“Eu ainda estou estudando sobre a postura da Ponte Preta como visitante. Eu busco equilíbrio e quero um time consistente. Não quero abdicar da nossa forma de jogar e vamos buscar a melhor formação. O importante é encontrar confiança conforme a variável do jogo”, explicou Kleina.

A base da equipe que venceu o CRB na última rodada deve ser mantida, mas com maior proteção no meio-campo. Matheus Vargas deve ser substituído por Paulinho no meio-campo. O lateral Ruan também foi testado em algumas possibilidades. A provável formação tem Ivan; Igor Vinicius, Renan Fonseca, Reginaldo e Danilo Barcelos; João Vitor, Paulinho (Nathan ou Matheus Vargas), Lucas Mineiro e Tiago Real; André Luís e Hyuri.

Kleina também pregou respeito ao CSA, time postulante ao título da Série B. “Temos respeito por todos adversários. Sabíamos que o CRB seria um jogo difícil por adotar uma estratégia diferente e mais defensiva, mas agora vamos pegar o CSA que está em outra situação e brigando no G4. É um time com jogadores experientes e que tem uma condição técnica superior aos nossos últimos adversários. Será difícil”, reiterou.

A Ponte Preta está na 10ª colocação com 40 pontos e o primeiro objetivo é atingir 45 pontos. Já o time alagoano é o terceiro colocado com 50 – seis atrás do líder Fortaleza. Como são adversários em situações diferentes, Kleina defendeu a manutenção de jogadores experientes na escalação titular. “Optamos por jogadores mais experientes porque eles estão acostumados com essa responsabilidade. Já passaram por situações parecidas e sabem como sair delas”, completou.

Comente com seu Facebook