Guarani projeta pelo menos 15 reforços e 5 renovações. Organização no planejamento financeiro é prioridade

0
Marcus Vinícius Beck afirma que Guarani já procurou grandes clubes em busca de reforços. Foto: Letícia Martins - Guarani Press

O executivo de futebol, Marcos Vinícius Beck, concedeu entrevista à Rádio Bandeirantes na tarde desta terça-feira (04/12) e confirmou que o clube continua em conversas com o zagueiro Fabrício e com o volante William Oliveira, mas o Bugre tem a concorrência de outros times, o que tem dificultado a evolução do negócio.

NA TELA DA BAND

A ideia do departamento de futebol é renovar contrato com 5 ou 6 atletas que deixaram boa impressão durante a temporada. O atacante Bruno Mendes tem conversas adiantadas e boas possibilidades de permanecer.

Lembrando que os goleiros Agenor e Passareli, o lateral-direito Bruno Souza, o zagueiro Philipe Maia, o meia Jeferson Nem e os atacante Anselmo Ramon e Gabriel Poveda têm contrato vigente para o Paulistão. Além do volante Ricardinho, o primeiro a renovar o vínculo com o alviverde campineiro.

Marcus Vinícius confirmou que o Guarani está em conversa com os principais clubes do Brasil, mas que o planejamento da maioria deles só começa no meio desta semana, o que atrasa as intenções do Bugre em contar com atletas que não serão aproveitados pelas respectivas equipes. “É claro que no Corinthians existe a facilidade pelo fato do Osmar (Loss) ter trabalhado lá, mas já fizemos contato também com o Palmeiras na semana passada.”

O executivo reafirmou que o primeiro objetivo é a manutenção na Série A1 do Paulista, mas que o time também quer buscar a classificação para as fases finais.

Com relação ao orçamento, Marcus Vinícius Beck falou que o planejamento foi feito de maneira consciente: “foi colocado um orçamento, em cima deste orçamento, calculamos todas as despesas de forma organizada para que possamos cumprir com todas as obrigações”. O  profissional desconversou com relação a valores. “Se isso tiver que ser divulgado, que não seja por mim, não tenho autorização de divulgar, isso é assunto interno”.

 

Comente com seu Facebook