Guarani: Campeão Brasileiro de 1978

0

Na primeira fase, o Bugre caiu no grupo D e ficou em quinto de 12 clubes. Apenas seis se classificavam. Foram cinco vitórias, quatro empates e duas derrotas. Vinte e um gols pró (segundo melhor ataque da chave) e nove gols sofridos.

NA TELA DA BAND

Na segunda fase, o Guarani caiu de novo no grupo D, com nove equipes, classificando os seis primeiros e até o melhor sétimo colocado de quatro chaves. Novamente, uma missão longe de ser impossível. O Guarani se classificou em quarto, com três vitórias, três empates e duas derrotas, com 12 gols pró e dez contra.

Na terceira fase, a última antes do mata-mata, o Guarani caiu no grupo A, com outras sete equipes, classificando os dois primeiros para as quartas. Com campanha impecável, o Bugre ficou em primeiro, com seis vitórias e apenas um empate.

O Guarani chegou nas quartas e enfrentaria o Sport. Na Ilha do Retiro, vitória por 2 x 0, com gols de Zenon (pênalti) e Capitão. Na volta, em Campinas, goleada por 4 x 0, com gols de Miranda, Capitão (2) e Renato, com mais de 18 mil pagantes e 20 mil presentes no Brinco. Contra o Vasco, na semifinal, em casa, com mais de 27 mil pagantes e 30 mil presentes, o Guarani venceu por 2 x 0, com gols de Orlando (contra) e um de Renato. No Maracanã, com mais de 101 mil torcedores, o Guarani fez 2 x 1 no Vasco, após estar vencendo por 2 x 0, com gols de Zenon, sendo um de falta.

A decisão seria contra outro alviverde de São Paulo, o Palmeiras. No Morumbi, com gol de pênalti de Zenon, cometido infantilmente por Leão, o Guarani fez 1 x 0. Na volta, no Brinco de Ouro, com mais de 27 mil pagantes e 28 mil presentes, Careca fez o gol que deu o título ao Bugre.

GUARANI 1 X 0 PALMEIRAS

Local: Brinco de Ouro da Princesa – Campinas

Data: 13/08/1978 (Domingo)

Horário: 16:00 h

Árbitro: José Roberto Ramiz Wright (RJ)

Assistentes: Mário Rui Moura de Souza (RJ) e Mário Leite Santos (RJ)

Gol: Careca aos 36 min.

Renda: Cr$ 1.706.280,00

Público: 28.287 (27.086 pagantes e 1.201 menores)

GUARANI – Neneca, Mauro, Gomes, Edson e Miranda; Zé Carlos, Renato e Manguinha; Capitão, Careca e Bozó. Técnico: Carlos Alberto Silva.

PALMEIRAS – Gilmar, Rosemiro, Beto Fuscão (Jair Gonçalves), Alfredo e Pedrinho; Ivo, Toninho Vanusa e Jorge Mendonça; Sílvio, Escurinho e Nei. Técnico: Jorge Vieira.

Comente com seu Facebook