#DérbiNaBand: a principal dúvida de Umberto Louzer para o clássico

0
Créditos: Letícia Martins/Guarani Futebol Clube

por júlio nascimento

ESPEL ELEVADORES

Mesmo que não tenha sido proposital, o técnico Umberto Louzer alimentou o clima de mistério que costumam anteceder os dérbis. Os elogios aos estreantes nos dois últimos jogos externaram diversas dúvidas na montagem da equipe. A principal dela está no meio-campo.

Rafael Longuine, Matheus Oliveira, Jefferson Nem e Bruno Xavier. São quatro vagas para três posições. Os dois primeiros, titulares há maior tempo, foram poupados do jogo contra o Atlético-GO justamente para chegarem ao Dérbi 192 em condições ideias de jogo e sem riscos de suspensão.

Com exceção ao meia Rondinelly, a nova formação do meio-campo com Nem e Xavier produziu muitas jogadas ofensivas e deixou a comissão bugrina em alerta com novas possibilidades.

Pela característica de jogo, a tendência é que a escalação base utilizada seja a da partida contra o Sampaio Corrêa, no último sábado, vencida por 2 a 0, mas com a presença de Ricardinho no meio-campo. Ou seja, um time com Agenor, Kevin, Philipe Maia, Fabrício Carioca e Pará; Willian Oliveira e Ricardinho; Jeffersom Nem, Rafael Longuine e Matheus Oliveira; Bruno Mendes.

A principal preocupação envolve o desgaste físico dos dois laterais titulares. Kevin e Pará terão uma programação especial de reforço muscular e não serão problemas no clássico de sábado contra a Ponte Preta. Bruno Mendes e Rafael Longuine, que revezaram entre banco de reserva e titularidade nos dois últimos jogos, também estão recondicionados.

Umberto Louzer ainda aguarda o posicionamento do departamento médico para definir o banco de reservas. Denner e Felipe Rodrigues não participaram dos últimos jogos por problemas musculares. A comissão bugrina também não definiu se o goleiro reserva será Passarelli ou Oliveira. A lista de relacionados será divulgada na sexta-feira.

 

Comente com seu Facebook