Brigatti é o terceiro técnico com melhor aproveitamento desde a era Carnielli

0
Foto: PontePress

por júlio nascimento

NA TELA DA BAND

O técnico João Brigatti ainda não foi anunciado como treinador efetivo da Ponte Preta por uma estratégia da diretoria. Mas o ex-goleiro ostenta um grande aproveitamento desde 2016, quando assumiu a equipe em três oportunidades, se tornando o treinador com terceiro melhor aproveitamento desde o início da era Carnielli há 20 anos.

De lá para cá foram 53 treinadores que passaram pela comissão técnica. Alexandre Gallo, que comandou a equipe em 12 rodadas, é quem possui o melhor aproveitamento: 63,8%. Foram sete vitórias, três derrotas e dois empates em 2016. Ele é seguido por Felipe Moreira. O atual comandante do sub-20 conquistou quatro vitórias, três empates e uma derrota em oito jogos no início de 2017 (62,5%).

Brigatti superou aproveitamentos de Oswaldo Alvarez (53%), Guto Ferreira (57%) e Sergio Guedes (59%) para se tornar o terceiro técnico com melhor aproveitamento na Macaca no último século. Foram dez vitórias, sete empates e três derrotas. Tem 61% de aproveitamento. Se levar em consideração o aproveitamento da última passagem os números melhoram: cinco vitórias, dois empates e apenas uma derrota.

Apesar do bom aproveitamento, Brigatti está longe de se tornar um técnico com bons números de jogos no comando da equipe. Neste período com o presidente de honra, Sergio Carnielli, o técnico Gilson Kleina foi quem mais treinou a Ponte Preta. Foram 153 jogos com 61 vitórias, 42 empates e 49 derrotas (49% de aproveitamento). Ele é seguido por Marco Aurélio com 137 jogos, Vadão, 129, e Guto com 107.

Comente com seu Facebook