1987: Guarani chega a mais uma final de Brasileiro

0

O Guarani voltou a decidir o título de campeão brasileiro em 1987 – em uma das edições mais confusas do torneio -, contra o Sport.

NA TELA DA BAND

Primeiro pelo módulo amarelo, a decisão na Ilha do Retiro, foi para os pênaltis e terminou empatada em 11 a 11. Os presidentes dos clubes decidiram encerrar as cobranças de pênalti e dividir o título da Taça Roberto Gomes Pedrosa.

Depois, em janeiro de 1988, a CBF optou por realizar dois jogos entre os times para definir o campeão de 87. O primeiro jogo foi disputado em Campinas e terminou empatado em 1 a 1. Na volta, na Ilha do Retiro, o Sport venceu por 1 a 0 com gol de Marco Antônio e ficou com o título. O Guarani, pelo segundo ano seguido, ficou com o segundo lugar.

SPORT 1×0 GUARANI

Local: Ilha do Retiro, Recife

Data: 07/02/1988

Árbitro: Luís Carlos Félix Ferreira (RJ)

Assistentes: João Batista Byron (RJ) e Luiz Antônio Barbosa Lima (RJ)

Renda: Cz$ 4.905.000,00

Público: 26.282 pagantes

Gol: Marco Antônio para o Sport

SPORT: Flávio, Betão, Estevam, Marco Antônio e Zé Carlos Macaé; Rogério, Zico e Ribamar (Augusto); Robertinho, Nando e Neco. Técnico: Jair Picerni.

GUARANI: Sérgio Neri, Gil Baiano, Luciano, Ricardo Rocha e Albéris; Paulo Isidoro, Nei (Carlinhos) e Boiadeiro; Catatau (Mário Maguila), Evair e João Paulo. Técnico: José Luiz Carbone.

Comente com seu Facebook